terça-feira, 21 de junho de 2011

CADERNO TEMÁTICO - ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO PEDAGÓGICO - SEED - 2010

CADERNO TEMÁTICO - ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO PEDAGÓGICO

É com muito carinho que a Secretaria da Educação do Estado do Paraná encaminha este 
caderno às escolas estaduais. Ele expressa o que defendemos sobre a função social da escola pública e, em alguma medida, sintetiza o que, ao longo de quase oito anos de gestão, discutimos e aprendemos com o coletivo escolar. 
Nestes anos a equipe, inicialmente chamada CADEP (Coordenação de apoio à direção e 
equipes pedagógicas) e, posteriormente, CGE (Coordenação de Gestão Escolar), esteve em contato com as equipes pedagógicas e diretivas, bem como com os segmentos de gestão (Grêmios Estudantis, APMFs e Conselhos Escolares) da rede estadual, por intermédio das Jornadas Pedagógicas, dos Simpósios, encontros de formação continuada, encontros Itinerantes e dos Grupos de Estudos. O objetivo, desde 2003, estava em fortalecer conceitualmente as equipes pedagógicas das escolas estaduais para, historicamente, enfrentarmos a divisão entre orientação educacional e supervisão escolar, assim como a dualidade entre o fazer e o pensar, criando espaços democráticos de gestão. A ressignificação da atuação deste profissional, que articula todo o trabalho pedagógico no interior das instituições escolares, deu-se em conformidade com a discussão nacional. 
A este respeito, salientamos que a construção coletiva dos Projetos Político-Pedagógicos das 
e nas escolas foi uma conquista da própria categoria na luta por uma maior autonomia. Quanto ao que se refere à gestão escolar e ao trabalho pedagógico, veio na mesma direção das políticas educacionais implementadas por este governo que, situado num processo histórico, defende uma concepção de educação voltada àqueles que dela dependem como via de emancipação humana, ou seja, a própria escola, a qual a partir do momento em que expressa as necessidades do trabalhador e do filho do trabalhador, define uma concepção de educação. Concepção esta, então, entendida como a expressão da escola pública. 
Reafirmamos que, de forma alguma, a educação pública respondeu historicamente aos desígnios mercadológicos que imputam à escola o papel de atender aos interesses privados, pelos quais se prepara o sujeito para o mercado de trabalho, seja na perspectiva de uma formação mecânica, repetitiva ou mesmo genérica em nome de desenvolver competências e habilidades. Em ambas as perspectivas, o que se tem é uma formação parcial, superficial, esvaziada dos conhecimentos históricos, necessários ao processo de emancipação. Ao passo em que a escola se apropria de sua função social, se percebe num processo de formação humana, por onde o conhecimento se faz, se refaz, se apropria, se ensina, se media e se socializa, como a maior expressão da democracia. 
Este caderno, portanto, expressa uma concepção de escola pública, resultante da conquista de milhares de educadores, os quais, ainda que arrefecidos pelas suas condições históricas, acreditam que é possível avançar para além de um mundo contraditório e excludente. 
Reunimos estes textos de educadores e professores das universidades numa tentativa de 
promover a organicidade conceitual que pauta o planejamento da prática pedagógica, o papel do pedagogo e do currículo, a concepção de gestão democrática, a abordagem de ensino aprendizagem que expressa as bases epistemológicas de uma pedagogia crítica, além de artigos que fundamentam o diagnóstico e planejamento do trabalho pedagógico. São temas que contribuem para esta organização no interior das nossas escolas, subsidiando o trabalho do professor pedagogo, da direção e das instâncias colegiadas de gestão. 
Esperamos que as contribuições deste caderno reflitam na melhoria da educação ofertada 
aos alunos e alunas do estado do Paraná. 

Alayde M. Pinto Digiovanni - Superintendente da Educação 
Elisane Fank - Coordenadora de Gestão Escolar 


SUMÁRIO

A GESTÃO DEMOCRÁTICA NA ESCOLA PÚBLICA COMO MÉTODO E CONCEPÇÃO: UMA ABORDAGEM PARA ALÉM DOS CLICHÊS DAS POLÍTICAS MERCADOLÓGICAS E DE COALIZÃO Elisane Fank - SEED 

O PAPEL DO PEDAGOGO NA GESTÃO: POSSIBILIDADES DE MEDIAÇÃO DO CURRÍCULO Mariana F. Taques 
Paulla Helena S. de Carvalho 
Ana Carolina S. Duarte Böni 
Elisane Fank 
Marilda Alberton Leutz 

PROJETO POLÍTICO-PEDAGÓGICO: UMA CONSTRUÇÃO “COLETIVA”? 
Elaine Sinhorini Arneiro Picoli 
Elma Júlia Gonçalves de Carvalho 


A PARTICIPAÇÃO E A GESTÃO DA ESCOLA PÚBLICA  NO ESTADO DO PARANÁ: A PASSAGEM DA SOLIDARIEDADE E DO ASSISTENCIALISMO PARA O CONTROLE PÚBLICO. 
Meire Donata Balzer 
Nádia Artigas 
Rosemary de Carvalho Sebastião 
Elisane Fank 

O PROGRAMA PLANO DE DESENVOLVIMENTO DA ESCOLA  (PDE-ESCOLA) COMO MAIS UM INSTRUMENTO  DE PLANEJAMENTO PARA AS ESCOLAS PÚBLICAS  ESTADUAIS DO PARANÁ 
Elisane Fank 
Deuseles de Oliveira 
Mariana Fonseca Taques 

EDUCAÇÃO E IDEOLOGIA: QUANDO A PSEUDONEUTRALIDADE  EXPRESSA UMA OPÇÃO PELA NATURALIZAÇÃO  DAS DESIGUALDADES 
Meire Donata Belzer 
Paulla Helena Silva de Carvalho 
Elisane Fank 

PERSPECTIVAS DE FORMAÇÃO, DEFINIÇÃO DE OBJETIVOS,  CONTEÚDOS E METODOLOGIA DE ENSINO: APORTES DA ABORDAGEM HISTÓRICO-CULTURAL 
Marta Sueli de Faria Sforni 

OPOSIÇÕES TEÓRICO-METODOLÓGICAS ENTRE  A PSICOLOGIA HISTÓRICO-CULTURAL E O CONSTRUTIVISMO PIAGETIANO: IMPLICAÇÕES À EDUCAÇÃO ESCOLAR 
Graziela Lucchesi Rosa da Silva 
Nadia Mara Eidt 


ACESSE O CADERNO CLICANDO AQUI

Imprimir Página

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário